A Sacada de Ouro da Autoestima.

Todos visualizam que você tem qualidades, menos você. Diante de uma meta, desenha todos os piores cenários, afinal já se prepara para o que pode dar errado. Quando você nota, já recebeu de feedback: Melhore sua autoestima!! E na sequência uma série de dicas: Confie em você, pratique o empoderamento, foco nos seus talentos.

Mas quando você olha ao seu redor, percebe que os modelos que vê por aí são totalmente fora do que acredita. Falta verdade, é forçado e parece que para acreditar no que tem de melhor, precisa deixar de ser você mesmo.

Como ter autoestima sem parecer arrogante?

Autoestima, segundo o dicionário é um sentimento de satisfação e contentamento pessoal que experimenta o indivíduo que conhece suas reais qualidades, habilidades e potencialidades positivas e que, portanto, está consciente de seu valor, sente-se seguro com seu modo de ser e confiante em seu desempenho.

Mas muitas pessoas têm a crença de que conhecer seus reais talentos e onde manda bem é igual a ser metido e nada humilde.

Para mudar este pensamento, você precisa compreender a diferença entre arrogância e autenticidade. Olhando assim os nomes, parecem muito distintos, mas na prática pode embolar o meio de campo.

Cada de um de nós veio com alguns comportamentos e habilidades que tem mais facilidade, faz com mais naturalidade e prazer. Para algumas pessoas, falar em público é algo simples, já para outras um monstrengo que dá medo. O mesmo ocorre com foco, planejamento, entre tantas características.

Você percebe que faz uma habilidade com muita facilidade e performa super bem. Já recebeu inúmeros feedbacks de familiares, amigos, gestores, colegas de trabalho que é bom nisso; portanto, qual a dúvida de que isso é um talento que você tem?

Quando você utiliza uma competência com todo seu melhor, as pessoas notam o quão verdadeiro é. Não é forçado, é autêntico. Você brilha mais, produz mais, tudo com leveza e prazer. Quanto mais a utiliza, constrói sua identidade e diferencial. Isso é se empoderar de seus talentos.

Você sabe quando uma habilidade é forçada ou é utilizada onde só um lado ganha. Isto se torna arrogante e não dá sustentabilidade. Não impacta, não transforma e ao longo do tempo, as pessoas que forçam ser quem não são, afastam outras.

A sacada de outro é você reconhecer seu próprio valor, a sua maneira e não replicando um modelo que dizem ser o melhor. Se inspire sim nas pessoas que admira, mas construa sua própria forma de ser. Olhar para outro deve te apoiar a desenvolver e não para se comparar e travar sua evolução. Comece curtindo seu trabalho, se parabenizando por um bom desempenho. Ame-se mais. Orgulhe-se da sua história e dos desafios que já passou. Tenha clareza de onde quer chegar, assim terá muito mais foco e deixará aquela vozinha negativa para trás.

Ser autêntico é honrar o seu propósito que estará em movimento. Quando você deixa de colocar seus talentos no mundo, você deixa de servir ao mundo com o seu melhor. Pense nisso!

Como você pode colocar em prática ações que valorizem mais seu brilho e talentos? Vou adorar saber nos comentários. 🙂

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *