10 Sacadas Práticas para te apoiar na sua Recolocação Profissional.

Com a alta do desemprego, a busca por uma oportunidade de trabalho, torna-se cada vez mais desafiadora. Como demonstrar o meu diferencial e me recolocar?

Confira 10 sacadas práticas para te apoiar na sua recolocação profissional:

1 – Na descrição do seu currículo, coloque seus resultados quantitativos e não apenas as atividades. Gera consistência e se diferencia de currículos que escrevem apenas o básico para a função. Para apoiar, faça uma linha do tempo com seu histórico profissional para organizar e relembrar todos projetos. Pessoas em início de carreira, podem descrever projetos pessoais, viagens e suas competências comportamentais.

2 – Tenha clareza de quais são seus pontos fortes técnicos e comportamentais. Não venda o que você não é. Depois não irá sustentar um perfil que não tem no dia a dia profissional. São seus talentos e a forma de gerar resultados que vão encantar os recrutadores e gestores. Atitude é tudo!

3 – Muita atenção com os pontos básicos de um currículo: Evite erros de português, falta de acento, de alinhamento, diferentes tipos de letras e tamanhos. Não copie currículos de sites de vagas, invista num currículo personalizado. Isso pode ser fatal!

4 – Saiba falar sobre sua trajetória profissional durante a entrevista. Principalmente as datas e ordem que passou pelas empresas. Isso organiza sua fala.

5 – Para não travar na apresentação pessoal e perguntas do tipo: Fale sobre seus pontos a melhorar, Faça uma apresentação pessoal, Qual motivo saiu da última empresa? A sacada é treinar em frente ao espelho. Não é para treinar uma mentira para contar. Honestidade é ponto chave. É para sentir-se à vontade, por exemplo, ao contar sobre uma demissão. Todos temos pontos a melhorar, mas existe a forma de dizer sem tanta ansiedade. Quanto mais você treina falar sobre você, numa apresentação pessoal, mais seguro estará. Outra sacada é se filmar ou pedir ajuda para algum familiar / amigo. Funciona muito.

6 – Cuidado com o que verbaliza e escreve nas redes profissionais. Troque as reclamações pelos aprendizados. A crítica pelos seus talentos. Mude esta vibe agora.

7 – Networking é uma troca e não apenas para se conectar para enviar seu currículo. Você só lembra dos seus contatos no momento do desemprego? Tem algo errado. Ajude, apoie para que a reciprocidade ocorra.

8 – Cuide do seu emocional, físico e mental. “Ah, mas não tenho dinheiro! ”. As coisas mais importantes são gratuitas: parque, um sorriso, uma brincadeira com os filhos, uma caminhada pelo bairro, etc. A recolocação começa de dentro para fora.

9 – Observe o seu objetivo profissional. Escrever várias áreas e cargos pode passar a imagem de estar perdido. Faça mais de um currículo para diferentes cargos e áreas.

10 – Entenda este momento como um realinhamento e não punição. O que pode aprender nesta fase? O que deixou de realizar no período que estava trabalhando? Alguma atitude? Curso de atualização? Será que pode pensar em novos caminhos? Se colocar em movimento? Encerre o ciclo de toda carga negativa, principalmente associada à empresa anterior, bem como os “porquês”; leve somente o que te move para seus objetivos. Momentos de crise, desafios, nos fazem crescer, mais fortes. Aprendemos a olhar para dentro, se autoconhecer. Exige de nós um reinventar, o acreditar.

Acredite no seu potencial e a partir de agora brilhe com seu diferencial seja na sua recolocação ou nova porta que está prestes a surgir. Você pode e vai conseguir!

Artigo publicado na coluna Carreira com Propósito de Aline Gomes para a Cloud Coaching:

http://cloudcoaching.com.br/10-sacadas-praticas-para-te-apoiar-na-sua-recolocacao-profissional/post#.WU0scGjyvIU

Curtiu o post? Mande para frente. Vamos construir uma rede do bem.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *